No dia 23 de fevereiro, a imprensa noticiou um fato envolvendo a invasão com furtos de bicicletas de um  condomínio, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. O assalto se deu com quatro adolescentes que aproveitaram a abertura do portão da garagem para  furtar 03 bicicletas em um prédio na zona sul, sendo veiculado da seguinte maneira: “JOVENS APROVEITAM ABERTURA DE PORTÃO PARA FURTAR BICICLETAS EM PRÉDIO DE RIBEIRÃO PRETO.”

“Um deles usa o sensor de presença para manter a garagem aberta durante a ação,  registrada por câmeras de segurança no Jardim Irajá (…). Imagens de câmeras de  segurança registram o momento em que quatro adolescentes aproveitam a abertura  do portão da garagem para furtar bicicletas em um prédio na zona sul de Ribeirão Preto (SP). O vídeo mostra os adolescentes se aproximando do portão logo depois que um carro o abre e entra na garagem do prédio. Uma outra câmera de segurança registra que, em seguida, um dos adolescentes coloca a mão no sensor de presença para evitar que o portão se feche, enquanto os outros três aproveitam e entram na garagem.”  Fonte: G1, de 24/02/2021.

 

Como manter a segurança no condomínio?

Mais uma vez observamos que os bandidos se aproveitaram da fragilidade nas  entradas do condomínio para invadir o prédio, o momento onde se deve tomar um cuidado especial, uma vez que é um acesso de alta vulnerabilidade. Deve-se ter  particular atenção e cuidado aos sensores anti-esmagamento ou de presença, visto que, estes sensores interrompem o acionamento do mecanismo dos portões ao detectar que algo está bloqueando o seu feixe e impedem que danos e acidentes ocorram. Daí a grande importância dos porteiros estarem atentos na movimentação das entradas e dos portões.

Isto reforça a relevância de se ter o sistema de portões enclausurados com sensores de intertravamento entre eles. Para tanto é necessário que tais equipamentos estejam ligados e em perfeito funcionamento, a fim de não ser surpreendido por ações delituosas deste estilo. Os gestores dos condomínios devem ficar atentos para que não haja falhas na manutenção destes equipamentos, quer seja ela preventiva ou corretiva, tudo para que estes funcionem corretamente e não causem surpresas no momento de necessidade e urgência.

 

Treinamento é essencial para segurança do condomínio

Em complemento aos equipamentos e barreiras físicas, faz-se necessário também buscar a especialização dos colaboradores através de um bom treinamento, que deixa de ser um gasto para ser um excelente investimento, visto que o retorno vem através da qualificação da mão-de-obra do pessoal de portaria, aumentando a satisfação com a Segurança para todos os condôminos.

Agindo-se preventivamente é que se pode minimizar estes riscos, além de dificultar o acesso daqueles que querem se aproveitar destas vulnerabilidades e nos fazer vítimas de suas artimanhas.


Abrir no Whatsapp
Precisa de ajuda?